quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Porquê não era eu?

Tem dias que ficam guardados para sempre na nossa memória mesmo que tentamos esconder de nós mesmos, as marcas e não há nada que  desfaça tamanhã é sua destruição.

Quisera eu de todo meu coração continuar acreditando nas mentiras, nos insultos sofridos por cinco anos, em silêncio fingindo não escutar pois assim eu teria a certeza de que nada temeria porque Deus estava no controle e tudo se resolveria pois dependeria apenas dos meus esforços.

Porém as coisas estavam todas erradas e todos os insultos, piadinhas, eram mentiras, mentiras maldosas que trouxeram vergonha e dor, mas e agora a verdade apareceu, eu gritei, esmurrei a mesa e confessei a culpa é minha, eu escuto isto praticamente a cada reunião e a resposta veio dura e seca:
- Você não tem culpa alguma, porque isto não te pertence, não esta em você, não é você.

O inevitável aconteceu abandonei aquele lugar ao qual cheguei sorrindo, com um sentimento de vergonha, e dor, dor profunda que as lágrimas cobriam o rosto e escorriam pelo colo sem a menor cerimônia. Novamente sozinha sentava na calçada olhei para o céu pedindo socorro, consegui erguer um corpo de asas quebradas e coração partido e cheguei após algumas horas sem rumo ao destino e ali permaneci deitada ao chão, veio a chuva mas nada importava, ali estava olhando para o céu procurando respostas.
A tarde chegou , um corpo sem vida, um coração quebrado espalhando cacos por dentro e por fora cortando e sangrando tudo que existe ao redor retomou a estrada.
Os dias passaram, mas a dor permanece pois existem dores tão grande que nossa alma suporta e supera quando é conosco, mas quando é com alguém que amamos, não tem jeito , não cicatriza não sara, a cada dia que passa nada podemos fazer e junto aos cacos da alma junta-se o peso das lágrimas, as lágrimas da inutilidade do não poder fazer nada.

O que sobra então? Sobra o desejo de que as piadas infelizes fossem verdades, diante do sentimento de morte da alegria e da felicidade.

Por hora só peço a Deus mais um dia que conceda saúde, que conceda alegrias sem fim , que realize todos os sonhos de quem esta guardado dentro do meu coração, pois a mim não sei se existe mais  sonhos de tal natureza de concreto só uma possibilidade , uma única chance  que não depende de mim.

Por hora podem continuar zombando e rindo porque eu sei que meu redentor vive, e mal sabem vocês que riem e zombam da sua própria carne... como é triste a ignorância.

05 de fevereiro de 2014, não é um dia qualquer hoje é um dia de luto em que a vida perdeu para vida a dois enfadonhos anos passados.

Salmos : 31.10   A tristeza acabou com as minhas forças; as lágrimas encurtam a minha vida. Estou fraco por causa das minhas aflições; até os meus ossos estão se gastando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blogue é particular.
Obrigada por ter chegado até aqui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...